Trio Nordestino & Convidados: Cantam o Nordeste

Trio Nordestino & Convidados: Cantam o Nordeste

Depois da Limão Com Mel, Targino Gondim e Estakazero na prévia do Encontro Nacional de Forró, agora é a vez do Trio Nordestino bater palmas pelos quinze anos do Coliseu do Forró. A festa na única casa especializada no gênero em Salvador será à partir das 22 horas, do dia 15 de setembro. A noite ainda contará com Flor Serena e convidados.

 Nascido em Salvador na década de 50, o Trio Nordestino atualmente é formado por Luiz Mário – triângulo e voz (filho de Lindú, um dos fundadores do grupo), Jonas Santana– zabumba (nascido em Entre Rios, cidade natal de Lindú) e Beto Sousa – sanfoneiro (afilhado de Lindú). O grupo já gravou com grandes representantes da música popular brasileira: Fagner, Alceu Valença, Bezerra da Silva, Elba Ramalho, Dominguinhos, Alcione, Flavio José, Santana o Cantador, Genaro, Silvério Pessoa, Zeca Baleiro, Estakazero, Adelmário Coelho, Luiz Caldas, Targino Gondim, entre outros.

Em abril deste ano o grupo fez uma turnê pela Europa com apresentações em festivais de forró na França, Suíça e Itália onde o gênero tem conquistado cada vez mais espaço. Ao retornar ao Brasil, iniciaram os preparativos para o lançamento do mais novo disco: “Trio Nordestino canta o Nordeste”. O projeto, realizado pela gravadora carioca Biscoito Fino, é uma homenagem aos compositores nordestinos e conta com a participação de Lucy Alves e do sambista Zeca Pagodinho.

Criado em 1958 em Salvador, o Trio Nordestino iniciou a formação clássica do forró: um sanfoneiro, um zabumbeiro e um triângulo para dar o toque especial. Os fundadores Lindú (voz e sanfona), Coroné (zabumba) e Cobrinha (triângulo) lançaram o primeiro disco em 1962, apimentando a música brasileira com o suingue, o humor e a sensualidade do sertão.

O grupo ganhava então a benção do rei do baião: Luiz Gonzaga. Os primeiros discos saíram pela gravadora Copacabana e traziam canções de Gordurinha (“Pau – de- arara É A Vovozinha”, “Carta 100 Erros”, “Carta A Maceió”), Antônio Barros (“Chililique”, “Forró Pesado”, “Procurando Tu”), a iniciante dupla DominguinhosAnastácia (“Conversa De Motorista”), além do próprio Lindú, nome artístico de Lindolfo Barbosa. “Procurando Tu” foi o maior sucesso do Trio Nordestino, no início dos anos 70, chegando a vender cerca de um milhão de discos.

Coliseu do Forró – Comemorando 15 anos em 2017, o Coliseu do Forró é conhecido como a casa da Bahia que mais valoriza o ritmo nordestino. Lá é forró o ano todo, de todos os tipos, para todos os gostos. Conhecida como um dos principais destinos das noites de sexta-feira e sábado, já passaram pelo palco nomes como Trio Nordestino, Adelmário Coelho, Zelito Miranda, Estakazero, Quininho de Valente, Nando Cordel, Santana o Cantador, Targino Gondim, Estakazero e Flávio José.

Sendo a única casa que já trouxe o grande ícone nordestino Dominguinhos, quatro vezes à Salvador. Por isso, este ano a decoração será em homenagem ao grande nome do forró. Quando se fala em estrutura, o Coliseu é referência por proporcionar muita comodidade ao público. O espaço conta com dois bares, banheiros climatizados, garçons volante e capacidade para acomodar 800 pessoas, sendo 300 sentadas e 500 em pé. O estacionamento é facilitado na porta do estabelecimento, trazendo mais comodismo aos clientes.

 

Serviço 

“15 anos do Coliseu do Forró”

Quem: Trio Nordestino, Flor Serena, Magary Lord, Nádia Maia, Eugênio Cerqueira, Marquinhos Café, Quininho de Valente, Geraldinho Lins.

Quando: 15 de setembro às 22Hs

Onde: Coliseu do Forró 

Valor: R$40,00

Mais Informações: (71) 99316 – 7901

Classificação 18 anos

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *